Alterar descrição na fatura do cliente

É muito comum no Brasil o uso de nomes fantasias em empresas, de forma que a razão social seja algo mais formal e que os nomes comerciais ou produtos tenham um enfoque mais relacionado ao marketing envolvido.

Para exemplificar, consideremos um cliente nosso cuja a razão social é Pagamento Expresso Ltda. mas o seu principal produto tenha o nome Delivoro. A empresa deseja que o nome Delivoro seja exibido nas faturas dos cartões de crédito dos clientes pois fica mais fácil de relacionar a despesa com um produto que o cliente conhece e usa, ao invés do nome da empresa, que não é tão amplamente divulgado quanto o nome do próprio produto.

O problema é que ao homologar um estabelecimento junto a CIELO, não é mais possível solicitar que o nome da empresa apareça de outra forma na fatura do cartão de crédito do cliente. O padrão é que seja exibida um subconjunto da razão social, composta por até 13 caracteres alfa-numéricos.

Felizmente é possível enviar um parâmetro para a API durante o processamento de uma venda que determinará como aquela cobrança aparecerá na fatura do cartão de crédito do cliente. Esse parâmetro é o venda.descricaoFatura.

Mas ter que sempre enviar esse parâmetro é uma estratégia que possui um ponto de falha. Caso o desenvolvedor se esqueça de incluir esse campo nas transações, o nome que apareceria na fatura do consumidor seria a razão social.

Para evitar esse problema, agora é possível digitar uma descrição padrão nas faturas dos clientes acessando o menu Configurações -> Dados da Empresa e clique na aba Avançado.

Alterar a descrição padrão nas faturas

Aí basta digitar o nome desejado no campo Descrição na Fatura, lembrando que apenas letras, números e espaços em branco são permitidos, não podendo digitar símbolos como pontos, por exemplo.

Fica mais essa dica para os nossos usuários. Boas vendas !

Atualização de número de cartão em recorrência

Uma funcionalidade interessante que o gmxCheckout oferece é a possibilidade de se trocar o cartão que está sendo utilizado para processar uma recorrência, sem a necessidade de se criar uma nova recorrência.

Para isso basta submeter uma nova transação de venda e informar o número identificador da recorrência, o nome, CPF e os dados do cartão na requisição para a nossa API POST e/ou REST.

Se a transação for bem sucedida, ocorrerá a atribuição do novo cartão de crédito a recorrência. Caso falhe, o cartão utilizado para cobrar aquela recorrência não será alterado. É possível submeter transações de troca de cartão de crédito quantas vezes forem necessárias, embora na prática é usual que se faça isso somente quando necessário.

Existem dois cenários de uso da troca de um cartão. Uma ocorre quando a recorrência já venceu, teve pagamentos reprovados e a cobrança não ocorreu no dia base da recorrência o dia. A outra ocorre quando a troca do cartão foi feita sem que a recorrência tivesse vencido.

No primeiro caso (recorrência vencida), deve-se realizar a troca do cartão, conforme o exemplo abaixo, sem informar o campo venda.capturaAuto, ou informando o mesmo com o valor true. Isso fará com que a venda seja cobrada no novo cartão imediatamente e o dia base da recorrência seja atualizado para o dia atual.

Por exemplo, suponha que a recorrência tenha sido criada no dia 14 de fevereiro de 2016 e que as cobranças mensais foram realizadas com sucesso até 20 de março de 2017. Considere que o cartão era válido até o mês de março de 2017, então houveram 2 tentativas de cobrança nos dias 20 e 21 de abril e que o gmxCheckout enviou a notificação de falha de cobrança da recorrência para o sistema do cliente duas vezes. O sistema do cliente solicitou que o consumidor disponibilizasse um novo cartão de crédito. O consumidor fez a troca do cartão no dia 22 de março e a transação foi processada com sucesso. Nesse caso, o novo dia base da recorrência será o dia 22 para evitar que hajam duas cobranças em período inferior a 30 dias.

Segue abaixo um exemplo utilizando o cartão de crédito teste disponibilizado pela CIELO para a troca do cartão em que se deseja que o cliente seja cobrado pela transação no momento da troca do cartão e o dia base seja corrigido.

curl -X POST “https://www.gmxcheckout.com.br/txn/post” \
-d “restApi=true” \
-d “empresa.hashEmpresa=bb9d89029ue771” \
-d “venda.recorrencia.idRecorrencia=00012” \
-d “cartaoCredito.numero=4012001037141112” \
-d “cartaoCredito.bandeira=visa” \
-d “cartaoCredito.mesValidade=05” \
-d “cartaoCredito.anoValidade=2018” \
-d “cartaoCredito.codSeguranca=123” \
-d “venda.consumidor.nome=Teste” \
-d “venda.consumidor.cpf=12312312312” \
-d “venda.valor=9800”

Na segunda situação, o consumidor realiza a troca do cartão antes de ocorrer o vencimento da recorrência. Nesse caso é desejável que não haja seja gerado débito no cartão do cliente, apenas que o cartão seja substituído e que o dia base de cobrança não seja alterado.

Para isso, considere o exemplo abaixo, que utiliza o campo venda.capturaAuto=false para realizar uma troca sem cobrança no cartão.

curl -X POST “https://www.gmxcheckout.com.br/txn/post” \
-d “restApi=true” \
-d “empresa.hashEmpresa=bb9d79969fe771” \
-d “venda.recorrencia.idRecorrencia=63783” \
-d “cartaoCredito.numero=4012001037141112” \
-d “cartaoCredito.bandeira=visa” \
-d “cartaoCredito.mesValidade=05” \
-d “cartaoCredito.anoValidade=2018” \
-d “cartaoCredito.codSeguranca=123” \
-d “venda.consumidor.nome=Teste” \
-d “venda.consumidor.cpf=12312312312” \
-d “venda.valor=100”
-d “venda.capturaAuto=false”

Vale destacar que, mesmo que não seja gerado um débito no cartão do cliente, o sistema tentará realizar uma autorização no cartão do cliente para verificar se o cartão informado é válido antes de atualizar a recorrência no sistema. Por isso recomendamos que seja utilizado um valor simbólico para o processamento, de forma a não inviabilizar a verificação ao exceder o limite do cartão de crédito do cliente, levando ao um falso-negativo onde o cartão é válido mas a troca não foi autorizada pois o valor utilizado para verificar o cartão foi muito alto.

É isso por ora. Fiquem ligados me mais novidades do gmxCheckout nos próximos posts.